Ensino e aprendizagem da leitura e da escrita integram nova edição dos Indicadores da Qualidade na Educação


A Ação Educativa, em parceria com o Mec e  o Unicef, está lançando uma nova versão dos Indicadores da Qualidade na Educação, que agora inclui a dimensão Ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita. Os Indicadores da Qualidade na Educação, também conhecidos como Indique, são um instrumento para ajudar as comunidades escolares a se mobilizarem em torno de ações para melhorar a escola. Um conjunto de perguntas e respostas, aliado a um sistema de sinalização por cores de fácil compreensão, revela o que vai bem e o que precisa ser melhorado.

Na versão original, o instrumento abarcava seis dimensões da qualidade: ambiente educativo, prática pedagógica e avaliação, gestão democrática, ambiente físico, formação e condições de trabalho dos educadores e permanência e sucesso dos alunos na escola. O Indique já foi utilizado por centenas de escolas. "Elas atestam seu potencial para envolver toda equipe pedagógica, pais e alunos na melhoria da escola", conta Vera Masagão Ribeiro, coordenadora do projeto. "Percebemos, entretanto, que faltava abordar mais diretamente os resultados de aprendizagem. Dominar a leitura e a escrita é essencial para o sucesso dos alunos em todas as disciplinas do currículo e também para que possam exercer plenamente sua cidadania. Garantir que todos os alunos desenvolvam essas habilidades não é problema só do professor alfabetizador e do professor de Língua Portuguesa", completa Vera. Segundo ela, a escola precisa ter uma estratégia compartilhada por todos os professores para fazer os alunos progredirem na leitura e na escrita, da primeira série até o final do ensino médio. "As famílias também podem desempenhar um papel importante, incentivando as práticas de leitura e escrita das crianças e adolescentes", conclui.

Os indicadores relativos ao ensino e aprendizagem da leitura e escrita tratam da proposta pedagógica para alfabetização, a leitura e escrita na sala de aula, uso da biblioteca e equipamentos de informática, avaliação e apoio aos alunos com dificuldade. Para sua elaboração formou-se um grupo de trabalho do qual participaram centros os centros universitários ligados à Rede de Formação do MEC - Ceale, Ceeel, e Cefortec,  Cform - , a Undime e o Censed, além de várias organizações não governamentais que atuam na área: Cedac, Cempec, Centro de Cultura Luiz Freire, Fundação Abrinq, Fundação Victor Civita, Instituto Avisa lá, Institut Ayrton Senna, Instituto Paulo Freire e Projeto Chapada.

Faça o download da publicação completa.

Para imprimir tiragens maiores do material, é possível obter gratuitamente os arquivos eletrônicos apropriados ao serviço de  gráfica.
A solicitação deve ser encaminhada para regina@acaoeducativa.org



<< voltar