A Cor da Cultura

Imagem5Provocada pelas conquistas dos movimentos sociais negros e organizações aliadas no combate ao racismo e democratização da educação, a Fundação Roberto Marinho/Canal Futura criou em 2004 o projeto “A cor da cultura”. Baseado nos princípios de equidade, respeito às diferenças, pluralidade, diversidade, diálogo e trocas, o projeto  tem como objetivo contribuir para a valorização do patrimônio cultural afro-brasileiro. Como parte do projeto, foram realizadas pesquisas e produzidos diversos recursos didático-pedagógicos, formação e acompanhamento de professoras/es em 14 estados brasileiros.

Para cumprir esta jornada, a Fundação Roberto Marinho/Canal Futura conta com o apoio de onze instituições formadoras com acúmulos na área de educação e relações étnico-raciais. Além da Ação Educativa e do Geledés, são elas: Associação Centro de Estudos Afro-Asiáticos da Universidade Candido Mendes – ACEAA (RJ), Centro de Articulação de Populações Marginalizadas – CEAP (RJ), Instituto de Juventude Contemporânea – IJC (CE), Instituto de Desenvolvimento Cultural Nova Iguaçu – INDEC (RJ), Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da Universidade Federal do Paraná – NEAB/UFPR (PR), Núcleo de Estudos Afro-brasileiros da Universidade Federal de Uberlândia – NEAB/ UFU (MG), N’Zinga – Coletivo de Mulheres Negras de Belo Horizonte (MG), Instituto Odara (BA) e Inclusão TECX (PA).

Estas instituições foram credenciadas pela Fundação para atuar na formação de educadoras e educadores em diferentes estados do país. No caso da Ação Educativa, em 2010-2011, em parceria com o Geledés – Instituto da Mulher Negra,  foi realizada a formação de professores das redes de ensino dos estados do Amazonas e Mato Grosso.  Na formação ocorrida no segundo semestre de 2013, Ação Educativa e Geledés atuaram nos estados do Pará, Maranhão e Rio Grande do Sul e  mobilizaram uma equipe de quarenta formadoras e formadores que têm acúmulos em diferentes áreas, como etnociência, literatura, artes, história, geografia, educação física e corporal, sociologia, política educacional etc, e que estão inseridos no debate sobre as desigualdades raciais, regionais, geracionais, de gênero e sexualidade.

Para saber mais sobre o projeto, acesse: www.acordacultura.org.br

 

logo_cor_da_cultura_futura